Sobre a Fer

“Sou Fernanda Freitas Martins, me tornei mais conhecida no instagram pelo perfil @ferfreyttas, nascida em 26 de janeiro de 1986, apaixonada pela vida fitness simplesmente pelo fato de poder ver meu corpo sendo reconstruído dia após dia.”

10830939_1042723659087144_2677433441901198085_o
Venho de uma família muito humilde onde tive que trabalhar desde muito nova para ajudar nas despesas de casa. Meu pai era caminhoneiro/alcoólatra e minha família sempre foi muito desunida e minha casa era só choros e brigas… Sempre tive hábitos básicos de toda família simples, comia de tudo e nunca me preocupei com quantidade ou calorias, nunca pratiquei atividade física nem mesmo educação física na época de colegial, pois minha mãe era evangélica e não permitiam.
Ao longo de minha vida nunca tive problemas graves de saúde. Apenas bronquite na infância, e o mais incrível é que a gente sempre acha que por sermos jovens somos saudáveis e podemos tudo. Apesar dos alertas, pois minha mãe sempre teve problemas de saúde e já fez várias cirurgias, e meu pai ser diabético e hipertenso.
Certo dia senti uma tonteira ao voltar do trabalho e escureceu minha visão completamente e isso começou a se repetir sempre, me sentia cansada com qualquer caminhada leve. Sempre fazia apenas drenagens e estética corporal pois achava que isso era suficiente, um dia após sair de uma sessão de Manthus “aquele antigo que aquece o corpo todo” eu cai na rua e fui levada ao médico e realizei alguns exames e fui diagnosticada quase diabética e com índices altíssimos de colesterol e triglicérides. Pesava 64kg nesta época (limítrofe para a minha altura 1,67cm) e apesar de me achar normal percebia que tinha um abdômen alto e grande acúmulo de gordura nesta região e em outras áreas do corpo, tudo devido a má alimentação e o sedentarismo, além de outros fatores que no meu caso também é agravante a herança genética.
O meu índice de massa corpórea estava deficitário e o índice de gordura corporal 36% o que era demais para uma jovem de 25 anos que poderia ter um infarto a qualquer momento segundo a médica. Ela me alertou que estava comendo para morrer com 30 anos, pois não tinha saúde de uma jovem e isso para mim era um grande susto e uma realidade desconhecida. Então o remédio foi mudar todos os meus hábitos alimentares e comer bastante salada, legumes, verduras, grãos, carnes magras, queijo branco, evitar o açúcar, e realizar atividade física diariamente.
Para mim foi um choque e comecei imediatamente a mudar minha rotina de vida. No começo me senti muito mal, pois tudo que me foi passado não tinha costume de consumir e nem gostava e além do mais era difícil de consumir toda aquela listinha devido ao alto custo destes produtos lights, então comecei com a saladinha básica. Cheguei muitas vezes a sentir fraqueza, pois não comia nas horas certas e ia praticar atividade sem comer (falta de informação). Mas tive que fazer e comecei alimentando minha mente, comecei com a Coca-Cola que cortei imediatamente pois consumia sempre. Na academia comecei a fazer todas as aulas de aeróbico que prometiam derreter as gordurinhas (GAP, JUMP, Spinning) mas que não são eficazes quanto a puxar ferro e deveriam ser feito após o treino e não somente elas sem treinar musculação.
Após seis meses tive uma redução significante nos exames o que deu um ânimo maior a continuar. Comecei o treino de musculação (que eu odiava), pois sempre achei que homem somente que deveria puxar muito peso, não queria ficar masculina e achava que ia crescer do dia para noite assim como muitas pessoas acham. Eu brigava para não fazer, ficava enrolando, não pegava peso, e só queria fazer Jump e Spinning. De tanto me explicar e forçar comecei a levar o treino de musculação mais a sério. E de repente me olhava no espelho e me via melhor, conheci uma nutricionista que se tornou minha amiga e me deu os primeiros passos para a suplementação alimentar, me explicou  a função de cada suplemento e me indicou o uso de Whey Protein no pós treino para evitar a perda de massa magra já que eu precisa muito ganhar massa pois tinha déficit. E me apresentou também o cardápio específico para mim com cada grama que eu devia consumir (carboidratos, proteínas) e com ajuda de pessoas pela internet (youtube) e blogs sobre treinos e dietas fomos adaptando nosso dia a dia de acordo com os objetivos esperados, o meu treino deixou de ser básico para um treino até a falha. Comecei a ver outros pontos que poderiam me ajudar a amar tudo que eu faço e preciso, ou seja, na academia comecei a ir treinar com looks coloridos, pois sempre via todos no preto e cinza e isso era desmotivador, então a primeira vez que cheguei à academia com uma calça rosa fluorescente todos me olhavam como se fosse maluca, mas isso me deu um gás de ânimo, ir treinar alegre foi um dos incentivos extras que criei pra mim. Amo looks coloridos e diferentes e acho que isso hoje já não é novidade. Academias estão cada dia mais iluminadas e isso é muito animador, cara de festa.
O meu dia a dia é bem corrido assim como o de todos. Tenho toda uma rotina além da vida fitness. Meu sonho era viver na academia, e cuidando do corpo, mas isso ainda é sonho. Só posso dizer que hoje eu sou uma nova pessoa. Até meu humor é outro. Não sinto falta dos velhos hábitos e na verdade não vivo de dieta, mudei meu estilo de vida. Infelizmente demorei muito para fazer isso, comecei tarde sendo muito mais difícil chegar até aqui. Espero de verdade que vocês não esperem ter um agravante ou uma doença para mudarem suas vidas. Que pensem que viver bem é viver mais e viver melhor. É muito mais fácil seguir um estilo de vida saudável nos dias de hoje, que existem um milhão de receitinhas deliciosas que realmente não nos deixa passar vontade de nada e isso é uma grande e magnífica evolução.
Tudo o que conquistei agradeço as pessoas que sempre me davam apoio e aos atletas que eu me espelho e admiro. Foi na base do erro e acerto fomos encaixando cada passo para ir conseguindo resultados, pois nunca tive acompanhamento de personal por questões financeiras. Se tivesse com certeza o resultado teria vindo há muito tempo.
Minha alimentação hoje conta com um pouquinho de tudo de acordo com minha necessidade no momento que é reduzir o máximo a gordura corporal que hoje estou com 16%  e pretendo baixar para uma maior definição muscular. Agradeço a todas as pessoas que sempre tentam ajudar com dicas e compartilham idéias pelas redes sociais e internet, pois através destas pessoas eu estou chegando ao meu tão sonhado corpo melhor.”
s4-900x400
Tudo o que tenho a dizer hoje é que se você quer algo, nada impede e você vai ter o quer deseja desde que mantenha o foco e saiba exatamente o que quer.
Se precisar de mim, me mande e-mail pois tudo que quero é ajudar a todos assim como eu fui ajudada.